Geraldo Sampaio, político e empresário da comunicação

Geraldo Sampaio, Elionaldo Magalhães e José Tavares no enterro de Selma Bandeira em 7 de setembro de 1986

Geraldo Costa Sampaio nasceu em Palmeira dos Índios no dia 20 de janeiro de 1928 e faleceu em Maceió, aos 82 anos, no dia 11 de abril de 2010. Seus pais eram Manoel Sampaio Luz, o Juca Sampaio, e Heloísa Sampaio.

Geraldo Sampaio. Foto de Plínio Nicácio

Geraldo Sampaio. Foto de Plínio Nicácio

Dois irmãos de Geraldo Sampaio também tiveram participação política em Alagoas. Gileno Sampaio foi prefeito de Palmeira e José Sampaio chegou à Câmara dos Deputados.

Geraldo Sampaio era casado com Cacilda Sampaio e teve cinco filhos: George Sampaio, Manoel Sampaio Luz Neto (Juca Sampaio), Eugenio Sampaio, Cacilda Sampaio e Patrícia Sampaio. Juca Sampaio Neto faleceu no dia 29 de setembro de 2011 em São Paulo.

O pioneiro da família na política foi Juca Sampaio, que nasceu em Palmeira dos Índios no dia 16 de junho de 1900 e faleceu no dia 13 de março de 1976 na cidade onde nasceu.

Foi vereador e prefeito, por várias vezes, em sua terra.

Filho de Justino Pereira da Luz e Maria Anália Sampaio. Diversas vezes prefeito de Palmeira dos Índios e deputado estadual pela UDN na legislatura 1963-66. Vice-governador de Lamenha Filho (1966-71).

Leonel Brizola, Sérgio Corintho e Geraldo Sampaio

Leonel Brizola, Sérgio Corintho e Geraldo Sampaio

Seguindo as tradições da família, Geraldo Sampaio iniciou a sua carreira política como deputado estadual em 1954, eleito pela UDN. Em 1957, quando ocorreu o famoso tiroteio na Assembleia Legislativa, ele fazia parte do grupo de oposição a Muniz Falcão.

Em 1963 assumiu o mandato de deputado federal e foi vice-governador do primeiro governo de Ronaldo Lessa (1999-2003). Já afastado da política, foi conselheiro e presidente do Tribunal de Contas de Alagoas.

Fundou o Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Alagoas e, como empresário, criou o Grupo Sampaio de Rádio e Televisão, formado pelas rádios Sampaio AM e Sampaio FM, em Palmeira dos Índios, e pela TV Alagoas. É também da sua iniciativa a formação dos empreendimentos Incopel e o Grupo Parque das Flores.

De espírito conciliador, Geraldo Sampaio destacou-se como um grande articulador político. Sabino Romariz e Cícero Almeida tiveram carreiras políticas articuladas por ele.

Geraldo Sampaio proferindo uma palestra. Foto de Plínio Nicácio

Geraldo Sampaio proferindo uma palestra. Foto de Plínio Nicácio

Se dizia “avesso a vinganças políticas” e se considerava um “democrata”. Na sua última entrevista concedida antes de morrer, revelou que sua maior frustração na política foi não ter conseguido se eleger governador de Alagoas.

“Fui eleito deputado estadual com apenas 24 anos, cheguei à Câmara Federal e fui o deputado que mais emendas apresentou em benefício do povo alagoano, onde muitas delas foram relacionadas à eletrificação rural. Mas, minha única frustração na política foi não ter conseguido chegar ao Palácio dos Martírios”.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*