Capela: a Conceição do Paraíba

Rua Pedro Paulino em Capela
Capela que deu origem ao município em foto de 1919

Capela que deu origem ao município em foto de 1919

A primeira referência histórica sobre o município é de meados do século XVIII, provavelmente nas proximidades do ano de 1750, quando foi construída a capela em homenagem a Nossa Senhora da Conceição, numa iniciativa de Manoel Ferreira Dessa, considerado o fundador do lugar. Era um pernambucano de Bom Conselho.

A capela foi erguida no centro da atual Rua Pedro Paulino, com a frente voltada para o lado sul da cidade, atraindo a construção de casas para o local. Eram poucas. Em 1825, um recenseamento encontrou 39 habitações.

Em 1829, o povoado era sede de um distrito de Atalaia, sendo desmembrado deste e elevado à categoria de vila pelo decreto 52, de julho de 1860, quando teve seu nome mudado para Paraíba. Em junho de 1904, a vila passou a se chamar Euclides Malta, tornando-se sede municipal. Alguns anos depois, uma outra lei devolveu o antigo nome. Em 2 de julho de 1919, ao ser elevado à categoria de cidade, o município voltou a ter o nome Capela.

Rua Pedro Paulino em 1921 com antiga Matriz ainda em construção.

Rua Pedro Paulino em 1921 com antiga Matriz ainda em construção.

Segundo o livro Geografia Alagoana, de Tomás Espíndola, em 1871, Capela era um dos povoados mais próspero de Atalaia e tinha 370 habitantes distribuídos em 116 casas, além de duas escolas para as primeiras letras.

Foi o bispo D. Manoel Antônio de Oliveira quem autorizou, em 1919, o padre Marcelino Bancarel a construir a nova Matriz. O local escolhido ficava em frente à antiga capela. Em 1937, teve início a construção da nova igreja Matriz, que foi concluída pelo padre José Monteiro em 7 de dezembro de 1941.

Em 1943, o município passou a ser chamado Conceição do Paraíba, por conta da devoção que a população dedicava a Nossa Senhora da Conceição e também numa homenagem ao rio Paraíba, que corta o município. Apenas em 1949, a cidade voltou a ter, de forma definitiva, o nome de Capela.

A festa de sua padroeira é comemorada em 8 de dezembro e a festa de São Sebastião no dia 20 de janeiro, ambas consagradas pela tradicional procissão.

Formação Administrativa

Construção da Escola Torquato Cabral em 1919

Construção da Escola Torquato Cabral em 1919

Elevado à categoria de vila com denominação de Capela, pelo decreto estadual nº 52, de 16 de outubro de 1890, desmembrado de Atalaia. Sede na povoação de Capela ou Paraíba. Instalado em 30 de novembro de 1890.

Pela lei estadual nº 427, de 10 de junho de 1904, transfere a sede da povoação de Capela para de Cajueiro com a denominação de Euclides Malta.

Pela lei provincial nº 499, de 26 de novembro de 1868, é criado o distrito de Arrasto e anexado ao município de Euclides da Malta.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila de Euclides da Malta ex-Capela é constituída de 3 distritos: Euclides da Malta, Paraíba e Arrasto.

Pelo decreto estadual nº 571, de 30 de julho de 1912, foram restabelecidos a sede de Capela com a denominação de Paraíba.

Ponte em Capela no ano de 1921

Ponte em Capela no ano de 1921. Foi destruída na cheia de 1948.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Paraíba, pela lei estadual nº 805, de 02 de junho de 1919.

Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1º de setembro de 1920, o município de Paraíba aparece constituído de 3 distritos: Paraíba, Cajueiro e Capela.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município já denominado Capela é constituído de 2 distritos: Capela e Cajueiro. Em divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e 31 de dezembro de 1937, o município aparece constituído de 3 distritos: Capela, Cajueiro e Santo Efigênia.

Pelo decreto-lei estadual nº 2909, de 30 de dezembro de 1943, o município de Capela passou a denominar-se Conceição da Paraíba.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 3 distritos: Conceição da Paraíba ex-Capela, Cajueiro e Santa Efigênia.

Praça e Rua Horácio Gomes de Melo em Capela

Praça e Rua Horácio Gomes de Melo em Capela

Pela lei estadual nº 1473, de 17 de setembro de 1949, o município de Conceição da Paraíba volta a denominar-se Capela.

Em divisão territorial datada de 1º de julho de 1950, o município é constituído de 3 distritos: Capela ex-Conceição da Paraíba, Cajueiro e Santa Efigênia. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1º de julho de 1955.

Pela lei estadual nº 2096, de 22 de maio de 1958, desmembra do município de Capela o distrito de Cajueiro. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1º de julho de 1960, o município é constituído de 2 distritos: Capela e Santa Efigênia. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE e Terra das Alagoas

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*