Joaquim Antonio de Siqueira Torres, o Barão de Água Branca

Casa do Barão de Água Branca
Barão de Água Branca

Barão de Água Branca

Primeiro Barão de Água Branca, recebeu o título conferido por decreto imperial em 15 de novembro de 1879. Nasceu em Água Branca, Alagoas, 8 de setembro de 1808, e faleceu em 29 de janeiro de 1888). Filho do capitão Teotônio Vitoriano Torres e de Gertrudes Maria da Trindade.

Brasão do Barão de Água Branca

Brasão do Barão de Água Branca

Casou-se a primeira vez com D. Joaquina Vieira Sandes e foram os pais de três filhos, em segundas núpcias com sua cunhada (irmã de sua primeira esposa), D. Joana Sandes, depois Baronesa de Água Branca. Tiveram, então, 12 filhos, entre os quais o Dr. Antônio (engenheiro) e o Padre Cícero Joaquim de Siqueira Torres, vigário de Água Branca. Quando viúvo de sua primeira esposa, o Barão teve um filho: o Padre Joaquim Antônio de Siqueira Torres, também vigário de Água Branca.

Tenente-Coronel da Guarda Nacional, era fazendeiro, comerciante e chefe político do Partido Liberal.

Recebeu a comenda da Ordem de São Gregório Magno, por ter patrocinado a construção da igreja matriz de Água Branca.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*